Pesquisa personalizada

domingo, 28 de fevereiro de 2010

o olho de lama (publicado no Santa, dia 27/2)

O olho de lama
Terezinha Manczak

O olho dentro do furacão
É o olho de lama que escorre
Dentro e fora dos alicerces

Escultura de água e pó
Que emerge do inferno
Do poço de cada um

Retina estilhaçada
Lato em cinza e chumbo
O próprio olho de açoite

O olho de lama espia
Do centro do furacão
Dentro e fora: voraz

Terezinha Manczak

Um comentário:

Marcelo Torca disse...

Distúrbios e voracidade, caminhos desencontrados. Mas que bela poesia da expressão interior! Parabéns!